Páginas

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Ironias do Destino

Engraçado como a vida gosta de nos pregar peça. Quem nunca disse “nunca” para algo e, mais tarde, teve que rever conceitos para conviver com a situação antes indesejada? Pois é, no âmbito pessoal já havia acontecido isso comigo algumas vezes, mas, no profissional, o caso tem se repetido com frequência.

Iniciei o curso de Jornalismo sonhando trabalhar no impresso; como segunda opção vinha o rádio; a internet ficava na retaguarda; e por último, na zona de rebaixamento dos meus planos, estava a TV. Sem contar que abominava assessoria de imprensa, pois ligava a profissão com a comercialização por inteiro da notícia, que ainda deixava o interesse público de lado.

Hoje, no meu quarto e último ano de faculdade, sou estagiário de assessoria de imprensa de uma ONG relacionada a meio ambiente e, em muito breve, vou apresentar um programa de TV de um canal local. Ironia do destino, não?!

Bem, com pouco mais de um ano como assessor de imprensa, posso afirmar que é possível ser muito profissional na área, além disso, é um trabalho que pode abrir as portas para qualquer outro ramo do Jornalismo, pois você fica em contato direto com: produtores, editores e repórteres, dos mais variados veículos de comunicação.

E foi a partir de um contato desses que surgiu a ideia de levar para a TV o informativo online que desenvolvo para a ONG e envio por email para a imprensa da região semanalmente. É claro que não pensei duas vezes para aceitar a proposta, apesar de a minha experiência em telejornalismo se limitar às aprendizagens do curso.

Contudo, antes de dar início ao projeto, a emissora gostaria de me ver em ação, para depois me colocar como âncora do programa sobre meio ambiente. Foi então que recebi o convite para fazer a cobertura de um jogo de futebol, como voluntário. A reportagem pode ser vista no vídeo abaixo (meus amigos, volto a repetir que não tenho muita intimidade com a telinha, por isso que a matéria não ficou lá aquelas coisas):

3 comentários:

Dayane Soares disse...

Hehehe. Que legal, que legal! \o/

Minha visão leiga: Ficou bom sim! Parabéns.

Vanessa Ferreira disse...

Nossa Juan, tô muito feliz e orgulhosa por vc!!! Parabéns, vc merece!!!

Vinícius Paes disse...

mano
eu odiava tele jornal, até fazer as aulas. Me apaixonei. Pelo lance da produça e talz. não pela camera. Radio nunca me dei bem e como o tema do seu texto, o destino é ironico. Breve acho que vou começar ocm um programinha na rádio local. E a maior das ironias. To na assessoria de imprensa da DIvisão de Cultura. Fóda né? A gente sempre morre pela língua.

Mano, Saudade, Abraços